Marca pessoal

marca pessoal, branding pessoal

O que é Marca Pessoal ou Branding Pessoal?

Já falamos várias vezes deste tema por aqui e não cansamos de abordá-lo porque, além de ser um assunto muito extenso, não pode deixar de ser uma preocupação de todos nos dias de hoje e, principalmente, para quem está no mercado de trabalho. A marca pessoal nada mais é do que comunicar para as pessoas estrategicamente o seu diferencial e como você quer ser percebido e lembrado. É através da sua marca pessoal que aumentam as chances de fazer networking e de ser lembrado. Vamos ver agora por onde você pode começar a pensar na sua marca pessoal.

Como começar a construir sua marca pessoal?

O primeiro passo é trabalhar seu autoconhecimento e entender quem você realmente é, quais são seus ponto fortes, fracos, suas oportunidades e ameaças. A famosa análise SWOT que é feita para um produto ou uma empresa, temos que fazer para nos descobrirmos. Vamos ajudá-lo a fazer e se descobrir através de algumas perguntas.

Pontos fortes

O que você tem ou faz melhor?

Quais são suas habilidades e capacidades mais marcantes?

Quais características os outros mais elogiam em você?

Quais vantagens você tem em relação aos outros?

Quais valores você possui que os outros não possuem?

Qual o nível de experiência na profissão na qual você quer ingressar ou já está?

Que cursos e especializações você possui nesta área?

 

Pontos Fracos

Que tarefas você não gosta de executar e porquê?

Quais habilidades e capacidades você acredita que precisa desenvolver?

Você já recebeu algum feedback de pontos de melhoria?

Quais comportamentos ou características pessoais que você possui que acha que pode te impactar?

Você tem vícios no trabalho que irritam os colaboradores ou clientes?

Quais são suas dificuldades técnicas?

 

Ameaças

Vamos analisar pontos que podem te prejudicar.

Como anda a concorrência na sua área de formação?

Qual a situação atual do seu segmento?

Seus conhecimentos são suficientes para atender as exigências desse mercado?

A falta de conhecimento tecnológico pode ameaçar?

Quais os outros obstáculos que você enfrenta na sua área?

Sua área pode sofrer alguma mudança significativa?

Por conta dessas ameaças, seus pontos fracos podem aumentar?

 

Oportunidades

Aqui vamos avaliar valores, ideias e plano de futuro.

Qual a situação do mercado e das pessoas da sua área?

Você costuma frequentar e aparecer em eventos da sua área?

Você se sente atualizado dentro da sua área e acredita que tem mais para oferecer do que os outros?

Como anda seu networking?

Você tem conteúdo e um estilo próprio de trabalhar?

 

Não faça isso com pressa, pergunte aos seus clientes, amigos e conhecidos se reconhecem em você algum diferencial. Para algumas pessoas pode parecer mais fácil, pois tem gente que já nasceu com essas habilidades e diferencias bem expressivos, basta pensar no líder da sua sala de aula, ele já foi intuitivo na construção da sua marca pessoal, mesmo sem perceber. Líderes inspiradores nascem com esse talento, às vezes por terem necessidade de agradar, às vezes por serem intuitivamente bons em se relacionar, por serem pessoas com muita personalidade, mais decididas ou até mesmo por serem irônicas. Tem também aqueles que tem uma péssima imagem e  serão lembrados não para boas oportunidades, muito pelo contrário.

Construir uma marca pessoal exige dedicação, não acontece de um dia para o outro, a reputação vai sendo criada aos poucos e, para perdê-la, basta uma escorregada. Ter uma marca pessoal é o melhor caminho para se ter uma boa reputação. Pessoas com reputação geram confiança e isso aumenta o networking. Não ache que ter uma marca pessoal é ser uma pessoa “legal”, nada disso, a não ser que seu diferencial seja esse, você precisa imprimir seu estilo próprio, precisa ser autêntico e consistente, senão ela não se sustenta.

Bom, além de todas essas questões de autoconhecimento, vamos dar mais uma dica, pare e converse com você mesmo, pense nas experiências passadas, no que deu certo e no que não deu certo, às vezes empacamos sempre no mesmo lugar. O que será que estamos fazendo de errado e como podemos melhorar? Aí pode estar a resposta da sua maior fraqueza. A nossa experiência é o nosso melhor termômetro, é de onde pode vir um grande insight. Sem perceber, temos o hábito de cometermos sempre os mesmos erros. O nosso mapa mental precisa mudar e precisamos estar abertos a reconhecer de verdade o nosso maior empecilho, para nos tornarmos uma marca de sucesso. Os nossos tombos falam para nós mas, às vezes, não queremos ouvir.

Essa é a parte mais importante da sua marca pessoal, se não for  muito bem pensada, as chances de parar no meio do caminho, são enormes. Não tenha pressa, se precisar gaste uma semana, um mês, o tempo que for necessário. Você pode encontrar muita dificuldade, neste caso, indicamos um coach, uma terapia ou mesmo um curso de autoconhecimento.

Feita essa parte? Vamos para a segunda.

Boa formulação dos seus objetivos

Para tudo na vida, para tudo mesmo, precisamos de um objetivo, para sabermos como iremos percorrer este caminho e onde vamos chegar. Um exemplo que sempre damos para os nossos clientes é, quando vamos preparar nosso roteiro de viagem, por mais livre que seja, temos um destino, que seria o nosso objetivo e, de alguma forma, traçamos a nossa viagem, alguns querem uma viagem mais bem elaborada, outros preferem ter uma ideia, mas sem seguir muita regra. Nessa hora, a escolha tem que ser sua, mas vamos combinar que, quando nossa vida profissional está em jogo, seria interessante que este planejamento fosse mais elaborado e muito bem pensado, ainda mais que essa jornada é longa e cheia de obstáculos e interferências externas. Lembrem da regra 90/10, somos responsáveis por 90% do que acontece na nossa vida e só 10% estão fora do nosso controle. Então, sugerimos que se faça uma boa formulação do seu objetivo.

Vamos passar as etapas da formulação do seu objetivo para sua marca pessoal no próximo post, enquanto isso, vamos dar um tempo para vocês trabalharem o autoconhecimento.

Temos outros posts sobre este assunto, confira no link:  O que é marca pessoal ou personal branding?

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *