Presença Executiva

presença executiva, marca pessoal

Você é lembrado na organização em que trabalha?

Um artigo do Pedro Mandelli, um dos mais influentes e reconhecidos consultores do Brasil, que aborda o tema que mais estamos trabalhando, a “presença executiva”, nos chamou muito a atenção. Segundo ele, mesmo no mundo da tecnologia, uma pesquisa com executivos conduzida pelo Gartner Group, colocou a presença executiva em segundo lugar na lista das 20 principais características de liderança. Uma outra pesquisa descobriu que líderes seniores acreditam que a presença executiva é responsável por 26% das decisões de promoção. E essa presença executiva, pode ser medida?

Presença executiva não é medida e sim percebida

Até pouco tempo atrás, o fato de se vestir bem, de ter uma boa postura e um forte aperto de mão, já definia essa presença no mundo corporativo. Hoje isso já não basta e, se paramos para pensar, era mesmo muito pouco. O que a define é um conjunto de atitudes, comportamento de confiança, ética, credibilidade, etc, e não é só a empresa que é observada e analisada por seus atos e comportamentos, os executivos que transmitem a imagem e a reputação da empresa, também são.

Os atributos para se construir uma presença executiva são os mesmos exigidos para que uma pessoa seja uma influenciadora.

1- autoconfiança

2- comprometimento

3- coragem

4- paixão

5- confiabilidade (congruência na comunicação)

6- presença

7- empatia

Alguns podem acreditar que isso não pode ser ensinado. Como vou ter que aprender algo que parece tão óbvio? Mas vamos contar um segredo que não é tão segredo assim, o óbvio não é tão óbvio quanto parece. O que podemos falar é que não é tão simples conseguir passar todos os nossos atributos através da imagem, exige autoconhecimento, dedicação, às vezes até mudança de hábito, aprendizado, consistência nas suas atitudes. Nós da Giz, chamamos de marca pessoal, que nada mais é do que ser a sua melhor versão e fazer com que seus pontos fortes sejam notados. Branding pessoal é repetição para que vire verdade, precisa ser autêntico e genuíno, senão, não se sustenta.

Como construir essa imagem e ter essa presença executiva?

Já falamos em outros posts sobre os 3 V’s da comunicaçã0:

  • comunicação verbal – através de algumas técnicas podemos aprimorar a forma de nos comunicarmos com as pessoas, aumentando a conexão, liderando sem conflitos, dando feedbacks mais assertivos, criando melhores relacionamentos e entrando em empatia com o outro. A comunicação é um dos grandes problemas das organizações e dos relacionamentos. Lembra daquele provérbio: “sou responsável pelo que digo e não pelo o que você entende”? Acreditamos que somos responsáveis também pelo que falamos, afinal se omitimos, generalizamos ou não especificamos, vamos fazer o receptor entender com o mapa metal dele, a comunicação pode se modificar e perder o seu verdadeiro significado.
  • comunicação não verbal: precisa ser coerente com a verbal, o corpo é nossa  extensão, não podemos falar uma coisa e expressarmos outra. A forma como você expressa, gesticula, olha, pode dar ou não confiança e credibilidade ao seu conteúdo. Esse precedente abre muitas portas para as interpretações, que podemos chamar de “leitura mental”, ou seja, o que as pessoas imaginam que está pensando. O mais comum é errarmos 50% na percepção que tivemos. Para que isso não aconteça se observe e seja mais atencioso com seus gestos, postura e olhar. Este tipo de comunicação também ajuda a obter rapport e uma melhor sintonia com os outros.
  • comunicação visual: nada mais é do que a sua aparência, seu visual, suas roupas, cabelo, perfume e, até mesmo, sua higiene pessoal. Como abordamos em outro post, a roupa é a pintura do nosso quadro e pintura fala muito. Através da roupa temos a chance de mostrar vários atributos. Uma pessoa que não tem tempo de se cuidar e não tem um cuidado especial consigo mesma, pode passar, não que seja a realidade, um pouco de desleixo, falta de compromisso e talvez uma tristeza ou insatisfação pessoal.

O poder da presença

O poder da presença nada mais é do que ser presente suficiente para que entre em equilíbrio, quando estamos vivendo a situação, vivendo o presente sem pensar em mais nada, conseguimos ser mais empáticos, autoconfiantes e comprometidos. O que quer dizer isso? Se estivermos bem conectados com nossa marca pessoal, tudo se torna muito natural e a presença executiva fica do jeito que tem ser. Acreditamos que a presença executiva não seja só o seu lado profissional, mas sim a sua presença no ser humano que quer se tornar. Tenha presença no trabalho, com os amigos, com a vida!

Próximos Passos…

Quer ser lembrado, conhecido e influenciar um número maior de pessoas? Achamos muito válido, não para ser um influencer, mas sim para deixar sua marca em mais lugares. A presença digital, nada mais é do que mostrar o profissional que é, passar valores, conteúdo e lifestyle através das redes sociais que achar mais conveniente. Pode conquistar autoridade e mais admiradores para sua organização. Hoje, as empresas estão se humanizando e as pessoas se profissionalizando. Seja lembrado e percebido!

E aí, você acha que está deixando a marca por onde passa ou está esquecendo de dizer para o que veio?

Só mais uma observação, a marca pessoal bem trabalhada, te faz uma pessoa melhor, com atributos para viver com mais propósito, para ser feliz todos os dias, de segunda a segunda, não importando quando serão suas férias, a sexta-feira ou o próximo feriado. Por isso que a Giz acredita que, se uma pessoa em cada dez cuidar da sua marca pessoal, teremos um mundo com pessoas mais equilibradas, leves e prontas para viver e não para sobreviver. Muitas vezes, fazemos gestão da nossa empresa, da nossa casa e não fazemos a nossa gestão. Qual a estratégia que vou traçar na minha vida? Qual o objetivo de ir trabalhar todos os dias? Será que é só por dinheiro e se for, qual o objetivo deste dinheiro? Quando paramos para nos questionar, assim como questionamos produtos, projetos, leis e várias coisas, nos damos conta de que a vida pode estar passando sem percebermos e sem sermos percebidos. Vamos começar? se precisar de ajuda, pode contar com a gente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *