Como está sua reputação?

reputação marca pessoal personal branding

Por que precisamos cuidar da nossa reputação?

Quando pensamos em uma marca ou em uma pessoa que queremos nos relacionar ou fazer negócios, buscamos confiança, consistência, autoridade e mais alguns atributos, além de uma paixão genuína tanto da empresa quanto de uma pessoa. Falando agora só de pessoas, quando conseguimos a confiança delas, nos tornamos inspiradoras, isso não acontece do dia para noite. No mundo em que estamos vivendo, praticamente em uma teia de tecnologia tão absorvida no nosso dia a dia que, às vezes, passa despercebido e não nos damos conta de que a nossa reputação está sendo analisada grande parte do tempo. Antigamente saíamos na praia de Copacabana mal vestidos e tínhamos medo de encontrar alguém conhecido, hoje saímos em um mundo lotado de câmeras de todos os lados, milhares de celulares tirando selfies e fotos, com isso o cuidado precisa ser redobrado pois as chances de mostrarmos quem somos aumentou muito. Preservar a imagem e a reputação significa percorrer diariamente um território social cada vez mais complexo. Há uma relação direta entre ética, moral e tecnologia e, apesar de parecer óbvio, as pessoas em geral não se deram conta dessas mudanças e da influência que elas tem nas nossas vidas e nossos negócios, a idéia é alinhar a sua reputação.

Um mundo com um novo olhar, cria uma nova forma de ser expor

Todo mundo aprendeu muito rápido a se expor e a dar a sua opinião. A facilidade de aparecer e de viver de certa forma como influenciadores, inspiradores e, em alguns casos, em achar que está famoso, foi absorvida. Por aqui mesmo, temos muito mais chances de mostrar nosso trabalho, nossos pensamentos do que tínhamos há alguns anos. Se pensarmos bem, nem faz tanto tempo assim. Mas o que as pessoas não percebem, não sabemos o motivo, é que essa é uma via de mão dupla, e que do mesmo jeito que podemos aparecer de certa forma fácil, podemos colocar nossa reputação no chão se não soubermos nos comunicar de forma coerente nesse mundo novo.

       “o olhar do mundo está mais próximo de nós”

       “nossos erros estão mais próximos de nós”

Não esqueça que, da mesma forma que hoje você tem a chance de ver o mundo, o contrário é verdadeiro também. Da mesma forma que nossas virtudes estão mais expostas, nossos defeitos também estão. Hoje estamos profissionalizando as pessoas e humanizando as empresas. As marcas e as empresas sempre pensaram na sua reputação, agora é nossa vez de colocar isso em prática.

Podemos arriscar a dizer que não existem mais “quatro paredes”. Lembra do episódio envolvendo a celebridade internacional Paris Hilton? A herdeira de uma rede de hotéis foi filmada num momento de intimidade total com seu namorado. As imagens foram parar na web. Se foi de propósito ou não, o fato é a velocidade que pode percorrer a informação. Em um caso muito recente aqui em São Paulo, uma chef de cozinha de uma rede de restaurantes renomada, fez um post nas redes sociais se posicionando sobre política, de uma forma muito imprópria. Isso gerou um impacto nas redes sociais absurdo, muitos clientes falaram que não iriam mais frequentar os restaurantes. Se isso prejudicou de fato o movimento não sabemos, mas a reputação dela ficou manchada e, em um futuro muito próximo, isso poderá afetá-la. Só para finalizar o quanto podemos nos prejudicar se não alinharmos nossa comunicação com os valores que queremos passar, em um outro comentário preconceituoso e desnecessário também sobre política, um alto executivo foi desligado da empresa em que trabalhava, e não foi só o emprego que ele perdeu, mas sim a sua reputação, que pode ser bem complicado retomar. As palavras tem poder!

Hoje, somos todos pessoas públicas

Tudo está mais transparente para nós, nossos nomes não precisam sair nos jornais, todo dia temos a possibilidade de conhecer alguém virtualmente e cada dia tem mais pessoas com acesso às nossas informações. Queremos uma sociedade transparente e temos que ser transparentes e verdadeiros, o mundo “fake” está com os dias contados. Talvez o maior problema de conservar a reputação seja viver sem máscaras. A sua imagem não está mais imune aos abalos de credibilidade. Essa é a parte que nós mais gostamos, ser verdadeiro virou uma necessidade e não mais uma opção, se todos começarem a viver como pessoas públicas terão que tomar mais cuidado com suas atitudes e com a forma de olhar o outro. Pode ser que estamos prestes a entrar em uma era de respeito e admiração pelo outro. Chegando ao fim aquele personagem que quando estava no trabalho era uma pessoa e quando saía era outra… A Giz quer que as pessoas sejam felizes todos os dias e não só nos finais de semana, férias e feriado. E o que isso tem a  ver com felicidade? Muito! Pessoas se autoconhecendo para cuidar da sua reputação acabam se transformando em pessoas melhores, acabam encontrando o seu propósito e gostando das pessoas que são te tornando.

Como começar a trabalhar a reputação?

Ja fizemos alguns posts sobre marca pessoal, ter uma boa reputação é trabalhar seu “branding”, sua marca pessoal, cuidar das atitudes que você tem todos os dias e como ela impacta na sua vida e na dos outros. Uma boa forma de trabalhar a reputação é através dos 3 V’s: comunicação verbal, não verbal e visual. Essas três comunicações alinhadas com uma pitada ou uma tonelada de paixão, vai fazer sua reputação ser inspiradora e te tornar uma pessoa bem melhor. Verdadeira, transparente e genuína.

Não devemos esquecer que essa reputação precisa ser trabalhada no on-line e no off-line, não existem duas pessoas e sim dois ambientes, o que é muito diferente. Par cada ambiente uma forma de se comunicar, mas precisa sempre manter seus valores e crenças.

Agora, pare e reflita sobre como está a sua reputação, ela precisa ser boa e inspiradora.

Leia também nossa matéria de personal branding . O que é marca pessoal ou personal branding?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *